A dieta do Homem Moderno

Engana-se quem pensa que dieta é coisa de mulher! Dia após dia, a classe masculina tem se preocupado mais com a saúde, estética e alimentação. O homem moderno começa a entender – mesmo com certa resistência – que cuidar do que coloca no seu prato é indispensável para a manutenção da sua saúde.  Pesquisas realizadas pelo Ministério da Saúde a partir do ano de 2007 revelam que os homens lideram as mortes por doenças cardiovasculares no Brasil. Os mesmos estudos revelaram também que em geral, os homens são mais sedentários que as mulheres.
A elaboração de uma dieta voltada para o público masculino visa atender as necessidades do sexo, prevenindo doenças como câncer de próstata, hipertensão arterial, diabetes, gota e obesidade, assim como melhorar o sistema imune e contribuir para a estética, evitando estrias, queda de cabelos, acne e problemas de pele.
A melhora da qualidade de vida do homem depende diretamente da adoção de hábitos de vida saudáveis, como não fumar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas em excesso, praticar exercícios físicos regulares e cuidar da alimentação. Alguns alimentos são essenciais para a prevenção das doenças voltadas ao sexo masculino, e devem ser consumidos diariamente, como o brócolis que contém uma substância chamada sulforafano, que segundo estudos, reduzem os riscos de desenvolvimento de doenças da próstata.
O tomate, rico em licopeno, também tem sido incluído na alimentação masculina pelos mesmos benefícios do brócolis. Porém, para que o licopeno seja bem aproveitado pelo organismo, o tomate não deve conter agrotóxicos, e deve ser consumido cozido, pois o processo térmico aumenta a biodisponilibidade da substância. Outros vegetais como a melancia, goiaba, mamão e beterraba também são ricos em licopeno e podem contribuir da mesma forma.
Uma grande preocupação do público masculino é referente à sexualidade ao decorrer da idade. O que poucos homens sabem é que a alimentação pode contribuir – e muito – prevenindo a tão temida impotência. Algumas doenças relacionadas a alimentação e ao sedentarismo, como o diabetes e a hipercolesterolemia – níveis de colesterol elevados), são capazes de reduzir a capacidade sexual masculina e até mesmo a libido. Mais um motivo para evitar e controlar estas doenças, por isso, nutrientes como o selênio, zinco e vitaminas do complexo B não podem faltar na dieta do homem.
O primeiro passo para seguir uma vida saudável é deixar os preconceitos de lado, cuidar da saúde é um ato de amor próprio.
Fonte:Karina Rigo
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s